• .........
  • .....
  • .....
  • .....

Wednesday, July 25, 2007

Benjamim...

(Abre parênteses)
Eu sou totalmente apaixonada por animais!
Não importa a cor, a raça, a beleza...
Sofro com cada animal abandonado, mal tratado.
(Fecha parênteses)

A minha estória e a do Bê (como ele prefere ser chamado) começou em 2004 quando ele apareceu na rua onde moro.
Cheio de machucados, magro, sem forças nem para andar.
Aos poucos fui me aproximando dele - ele tinha medo das pessoas.
Foram duas semanas até eu conseguir conquistar sua confiança e poder começar a ajudá-lo.
Veterinário, muitos remédios, soro, cirurgias, sofrimento...
Com as feridas curadas e o corpo nutrido, se tornou o cachorro fofo e alegre que ele é hoje.
Durante esse tempo de recuperação eu precisava arranjar um lar definitivo para ele; pois, apesar de morar em uma casa, tenho 2 gatos que o Bê não suporta - quer ver a morte mas não quer ver a Carmem (minha gata...hahahaha)
Fofo!!
Mas o tempo foi passando e eu fui administrando cão x gato (já que conto com um quintal grande).
E meu amor e carinho pelo Bê foi ficando maior a cada dia.
Hoje, passados quase 3 anos com ele, vou precisar me separar.
....
Ao mesmo tempo que a minha alegria é grande - vou me mudar para um apartamento com o Cris e finalmente teremos a nossa "casa"...
Estou triste e com o coração apertado - do tamanho de uma ervilha - por não ter idéia de como achar uma família legal para o meu querido Bê.

(Abre parênteses)
- Por que eu não levo o Bê e tento dar os gatos!?
Primeiro , eu não queria me separar de nenhum deles.
Segundo, a minha gata Carmem é extremamente medrosa, apegada em mim. Até hoje - depois de 4 anos- ela ainda tem medo da campainha, do secador, do ratinho de pelúcia, das pessoas.Nenhum amigo meu conhece ela. Quando chega alguém ela se esconde e depois demora algumas horas para se recuperar do stress. Ela é muito complicada, iria morrer se eu desse ela.
O Bê já é festa total! Ama carinho, ama as pessoas. Seria mais fácil de se adaptar em outro lugar. (Fecha parênteses)


O Bê não tem raça, não é lindo, não dá status.
Mas o Bê é amigo, alegre, beijoqueiro, saudável, companheiro e grato.
O Bê é incrível! Um sobrevivente!
Agora estou eu aqui, com o tempo correndo...
Alegre e triste.
Sem prespectiva.
Quem vai querer o Bê, meu amorzão?
Com lágrimas nos olhos....


18 comments:

Raquel Daroda said...

Ai Anne...que triste até o meu coração ficou como uma ervilha aqui lendo teu post...aff! Se eu tivesse lugar juro que ia até aí buscar o "Bê Sam" e trazer pra ficar aqui comigo...mas moro em apto e já tenho um cachorro que quase me mata por aqui aff!
Na verdade eu vim aqui pra te dizer: "Veeeeem!!!!" Vem Anne, vem pro meu mini crop!! rsrsrs seria legal...
Beijos!

Lilian said...

Anne, se pudesse arrancaria do seu coração este aperto, com todo o prazer do mundo, pois também amo animais e o Bê parece ser um fofo alegre e brincalhão mesmo. Mas não tenho espaço também. Desejo boa sorte para vcs dois. Tenho ceretza que esta historia terá um final feliz, vou rezar e pedir ao papi do céu por isto! Vai dar certo! Acredite e fique firme, senão o Bê vai ver que vc tá aí toda tristonha, não vai entender nada e vai acabar ficando triste também!
bjs nos dois :)

Carol Villaça said...

Ai Anne.. vou repassar a estória do Bê.. quero te ajudar a arrumar um lar pra ele...pensamento positivo....
bjussssss

Mayumi said...

Oi Anne querida!!! amiga que história mais linda e ao mesmo tempo triste...tbm. amo animais, e o Bê tem uma carinha de sapequinha irresistivel, mesmo!!!
Vou ficar na maior torcida para que ele encontre um lar tão gostoso qto. o seu!!! Fica bem!!! pensamento positivo sempre!!!
Um grande beijo!!!

mperri said...

Assim eu choro!!! Você sabe que eu me derreto por cachorros!

said...

Ai, que triste mesmo! Mas com essa sua energia positiva com certeza vai aparecer um lar bacana pra ele!

Isabella Da Cás said...

Hei Anne,
Que história linda a de vcs dois Anne! Imagino o quanto seu coração está sofrendo por isso!!!Também AMO animais e sei o quão dificil é vê- los sofrer!
Vou ficar aqui torcendo por vocês para que tudo seja resolvido sem sofrimentos para os 2...Tenho certza que Deus vai ajudála neste momento!!!
beijos

Renata Batochio said...

Hahaha! Vc e o Bê: tudo a ver! dois fofos! sorte! saúde!

Carol Mello said...

Anne,

q história linda e triste... eu não posso querer o Bê pq tb moro em apê e meu marido Sérgio morre se eu colocar um cachorro aqui dentro, mas tenho certeza q vc vai achar um dono bem legal.
Bjos

Georgia Visacri said...

Ai, Anne, que pena que vão se separar. Eu já quis muito um amigão desses mas acabei desistindo por falta de espaço e também por que viajamos muito. Estou na torcida, tenho certeza que vocês encontrarão um lar para ele! bjussss

angela said...

ai Anne, q peninha de vcs dois!! Eu moro em ap e mesmo assim tenho a Matilda,q ainda por cima é pinscher e late mais q doberman, rsrs...qdo a Sofia nasceu fiquei morrendo de medo e até quis dá-lap rá alguém,mas não ia aguentar ficar sem ela aqui...e ainda bem, pq ela e a Sofia são as melhores amigas, rolam no chão,latem uma prá outra e nem se sabe quem é a menina e quem é o cachorro...olha só, pq vc não deixa uma foto dele nas petshops aí perto, ou lojas de produtos prá animais? aqui perto de casa eu sempre vejo fotinhos nas lojas, uma vez perguntei se dava certo, a dona da loja disse que sim, sempre aparece alguém perguntando se ela sabe de alguém querendo doar algum animal. boa sorte!

Carol Villaça said...

Anne querida.. tô perguntando pra todo mundo..
perguntei pra minha cunhada também, pois ela tem um sitio e tem doze cachorros!!! ela me disse que não pode pegar mais nenhum mas que tem muitos amigos na região e vai perguntar por lá, ver se consegue algúem..vamos continuar na luta amiga..
precisamos achar um lar pro Bê!!!
bjussssss

Louise said...

Anne, eu vivo com dois cachorros e uma gata...e eles vivem super bem! São todos castrados, por que vc não tenta uma adaptação primeiro? Eu já tive que dar um cachorro e entrei em depressão por isso. Eles se apegam demais a nós, pense nisso! Que vc consiga resolver este problema da melhor forma! Bjs, Louise Fontoura

myclipartcorner said...

Oi Anne, só hoje conhecí seu blog. Tá muito lindo! E a estória do Bê?
Quando você esteve aqui em casa, lembra?, você falou dele. A gente ficou conversando de bichos até mais não poder, lembra? E Tulipa? Lembra dela? Ai que saudades... foi tão pouco que eu te conhecí mas hoje quando ví seu blog me deu saudades de verdade! Adorei te encontrar por aqui...
Beijos, Julia

Ale Belo said...

Que história mais triste!!!
Faz um sacrifício e fica com ele.
Imagina só como ele vai sofrer.
Pobrezinho!!!

Bjs,

Sara said...
This comment has been removed by the author.
Sara said...

Oi!
Que triste!
Acho que vc deveria ver se consegue ficar com o Bê também no apê.
Tenho 5 gatos. A mais velha Paulinha(11 anos) odeia o Noel(4 anos). Só que às vezes não entendo os dois: cada um fica em um canto do sofá se encarando.
A gente escuta uns rosnados perdidos da Paulinha, mas nem por isso eles deixam de ficar no mesmo cômodo da casa.
Espero que dê tudo certo por aí.
Beijos.
Sara.

Bianca Alonso said...

Poxa.... eu tb ficaria com ele no ap... os cachorros se apegam ao dono, amam incondicionalmente.... ele nunca vai esquecer de vcs, mesmo se for morar com outra família.
NOssa... se pudesse eu ficava com ele pra mim, mas tb tenho um cachorro e tb vou mudar para um ap, e ele vai junto.
Fica com ele ficaaaaaaaaaa......